MINHA HISTÓRIA

Aos 10 anos de idade eu já experimentava restrições alimentares e aos 15 fui parar no Vigilantes do Peso mesmo hoje achando que não precisava, porque tinha um peso absolutamente normal para uma adolescente saudável. Emagreci 12kg e caí para um peso pouco saudável e pouco sustentável – 1,57m e 48kg. A partir de então comecei uma jornada que terminaria só 20 anos depois e seria recheada de efeitos sanfonas e muito peso perdido e recuperado.

Foram 20 anos de olhar para fora e deixar os outros ditarem as regras do meu peso, meu corpo e o que fazia sentido para mim. Muito tempo de sofrimento, tentando a qualquer custo, encaixar num padrão que não era meu. Foram dietas restritivas da moda, remédios perigosíssimos (todos proibidos hoje, inclusive) e uma sensação de nunca chegar onde queria, porque mal sabia o que queria. Eu cheguei a pesar quase 110 quilos e no final desses 20 anos decidi colocar um basta em tudo e todos e me libertar.

A partir de então comecei a me conhecer, pesquisar, estudar e entender o que fazia sentido para mim. Comecei a adicionar alimentos bons em vez de tirar (já tinha vivido muito tempo em escassez e restrição) e comecei a entender o meu processo, dar passos que faziam sentido para mim. A princípio sozinha, que foi a primeira fase da minha descoberta e emagreci 25 quilos em 2 anos. E depois utilizando as ferramentas e estratégias que adquiri nas minhas formações em Programação Neurolinguística quando emagreci os outros 25 quilos em 6 meses!

Foram 50 quilos emagrecidos no total e naturalmente – sem remédios ou cirurgias ou dietas restritivas. Em duas fases com a única diferença sendo no tempo que levou para emagrecer os 25 quilos em cada uma delas. Essa diferença foram todas as formações que fiz, inclusive de Coaching com PNL, e que hoje são base do meu trabalho e potencializam a mudança. Eu sou prova viva que vale a pena passar por um processo de descoberta, vale a pena saber onde queremos chegar e vale a pena investir em descobrir as ferramentas certas que te apresentarão à você mesmo. Porque no fundo, no fundo, eu não emagreci, eu me DEScobri, nos dois sentidos da palavra. E você pode fazer o mesmo!

Descubra-se.