August 07, 2018 at 12:24PM

By 07/08/2018Instagram

Nós, especialmente enquanto mulheres, crescemos bombardeadas por propagandas, comerciais, outdoors, revistas e agora as redes sociais (cheias de pessoas exibindo “vida e corpo perfeitos”) nos falando que não somos suficientemente bonitas ou atraentes. Que não somos suficientes e ponto. .
O perigo de tudo isso está na influência e efeitos inconscientes que eles geram na nossa vida. A mensagem que é passada e como ela, aos poucos, nos ensina a olhar para nós mesmas e nos resumir a uma lista interminável de imperfeições. O que não estamos cientes ainda é que é exatamente isso que a indústria da dieta, beleza e magreza quer: coisificar as partes do nosso corpo, dizer o quanto elas estão ruins e vender soluções para tudo isso. .
@edwinkarrer, psicólogo, coloca isso muito bem quando diz: “A coisificação e comercialização do corpo como objeto de adoração estão profundamente impregnados no capitalismo. Somos bombardeados regularmente com propagandas sobre nossas “imperfeições” e limitações. Nossas singularidades são convertidas em inadequação quando a publicidade nos mostra soluções milagrosas para nos libertar da grande infelicidade de sermos como somos.” (artigo completo em bit.ly/cultoaocorpo) .
A gente não nasce se odiando. A gente aprende a se odiar. E se aprendemos, praticamos e ficamos tão bons nisso, será que não conseguimos aprender a gostar da gente de verdade? A calar esse barulho dessas indústrias que nos cercam e nos conhecer de verdade para termos a chance de criar uma vida melhor? A gente não nasce se odiando. E se aprendemos a nos odiar, ainda tenho esperanças fortes que podemos aprender a nos amar profundamente. . 📷Cristian Newman #coaching #pnl #autoestima #odio #amor #espelho #positividadecorporal #fazendoaspazes #aprendendoaseamar #descubrase #amorproprio #ansiedade #culpa #baixaautoestima #autoconfianca #cultoaocorpo Via Instagram https://ift.tt/2LYNbae

Comentários

comentarios